Publicidade

Planejamento

Cimentos

Conheça os produtos mais adequados às características e necessidades específicas de cada obra

Reportagem: Heloísa Medeiros
Edição 34 - Março/2011

Existem hoje 12 tipos de cimento no Brasil, formados a partir da mistura do clínquer - principal matéria-prima do cimento, formado a partir da queima de pedras calcárias e argila - e do gesso a outros materiais, como escórias de alto-forno (um subproduto da fabricação do aço), pozolanas (cinzas de processos de queima industrial) e fíleres (obtido pela moagem fina de um calcário bem concentrado). Assim, surgiram os diversos tipos de cimentos com propriedades e características específicas para serem utilizados em diferentes situações.

Os cimentos são designados também pela classe de resistência, com números tais como 25, 32 e 40, que apontam os valores mínimos de resistência à compressão em megapascal (MPa) garantidos pelos fabricantes após 28 dias de cura. Os únicos cimentos que não obedecem a essas classes de resistências são o CP IV, que não tem a classe 40, e o CP V, que tem classes de resistências específicas.

 

Tipos de cimento Portland

Cimento Portland Comum (CP I) e Cimento Portland Comum com Adição (CP I-S)

São adequados para o uso em construções de concreto em geral quando não há exposição a substâncias químicas agressivas presentes no solo (sulfatos) ou em águas subterrâneas e não são exigidas propriedades especiais do cimento.

 

Cimento Portland Composto com Escória (CP II-E)

Com adição de escória granulada de alto-forno, evita que a estrutura de concreto fissure por causa da alta temperatura de reação. Também permite produzir um concreto com resistência maior do que aquele feito com o cimento Portland comum.

 

 

Cimento Portland Composto com Pozolana (CP II-Z)

Pode ser usado em obras em geral, subterrâneas, marítimas e industriais. O concreto feito com o CP II-Z se torna mais impermeável e, por isso, mais durável. Também serve para produção de argamassas, concreto simples, armado e protendido, elementos pré-moldados e artefatos de cimento.

 

Cimento Portland Composto com Fíler (CP II-F)

Com adição de fíler calcário, é recomendado para o preparo de argamassas de assentamento, de revestimento, argamassa armada, além de estruturas de concreto simples, armado, protendido e elementos pré-moldados e artefatos de concreto, pisos e pavimentos de concreto, solo-cimento, entre outros.

 

Cimento Portland de Alto-Forno (CP III)

A adição de escória de alto-forno confere maior impermeabilidade e durabilidade ao concreto, além de reduzir o calor de reação e proporcionar maior resistência química ao produto. É particularmente vantajoso em obras de barragens, peças de grandes dimensões, fundações de máquinas, pilares, obras em ambientes agressivos, tubos e canaletas para condução de líquidos agressivos, esgotos e efluentes industriais.

 

Cimento Portland Pozolânico (CP IV)

Com adição de pozolanas (cinzas volantes), é indicado para argamassas, concretos simples, armado e protendido, elementos pré-moldados e artefatos de cimento, além de obras expostas à ação de água e ambientes agressivos. Em casos de grande volume de concreto também oferece baixo calor de reação.

 

Cimento Portland de Alta Resistência Inicial (CP V-ARI)

Usado para fabricar concretos que precisam adquirir resistência com rapidez. Com pouco mais de um dia de idade, o concreto feito com o CP V-ARI atinge a resistência à compressão que os concretos comuns levam até quatro semanas para alcançar. O CP V-ARI é recomendado para o preparo de concreto e argamassa para produção de artefatos de cimento, em fábricas de blocos para alvenaria, pavimentação, tubos, lajes, meio-fio, mourões, postes, pré-moldados e pré-fabricados.

 

TIPOS ESPECIAIS

Cimento Portland Branco Estrutural (CPB)

Usado para fazer concretos brancos, com classes de resistência 25, 32 e 40, similares às dos demais tipos de cimento. A cor branca é obtida a partir de matérias-primas com baixos teores de óxido de ferro e manganês e de condições especiais durante a fabricação. Adequado aos projetos arquitetônicos ousados, o cimento branco oferece ainda a possibilidade de acréscimo de pigmentos coloridos. Também há o Cimento Portland Branco não estrutural, que pode ser aplicado em rejuntamento de azulejos e argamassas.

Cimento Portland Resistente a Sulfatos (CP RS)

O CP-RS oferece resistência aos meios agressivos sulfatados, como estações de tratamento e redes de esgotos de águas servidas ou industriais, água do mar e em alguns tipos de solos. É recomendado, principalmente, nas obras em regiões litorâneas, subterrâneas e marítimas.

Cimento Portland de Baixo Calor de Hidratação (BC)

Este tipo de cimento tem a propriedade de retardar o desprendimento de calor em grandes peças de concreto, evitando o aparecimento de fissuras de origem térmica.

 

Observação: Todos os cimentos podem ser RS ou BC, desde que sejam comprovadas as suas propriedades por meio de ensaios.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos

Publicidade